3 Erros de SEO que tem de parar de fazer – e não têm nada a ver com o conteúdo

erros-de-seo

Existem erros de SEO básicos que podem prejudicar fortemente o desempenho do seu site. Note que não falo apenas por causa dos seus clientes, falo também da forma como o Google “percebe” o seu site e consequente indexação. E sabe o que isso significa? Pois bem, significa que o seu site não vai aparecer no motor de pesquisa.

Neste artigo, falo-lhe de erros de SEO técnico e que nada têm a ver com a escrita dos conteúdos ou das tão faladas keywords. Ou seja, há, sim, mais vida no SEO além das palavras-chave!

1. Site pouco amigo do utilizador

Hoje um dia, um site amigo do utilizador tem de ser intuitivo e rápido a carregar. Se um utilizador chega ao seu site e seja porque não carrega, não encontra a informação que procura, é muito lento, ele acaba por desistir e ir embora. O Google sabe disso e acaba por dar menos destaque à página da sua empresa.

Igualmente importante é ter um site responsivo, que funcione bem para computador e para os dispositivos móveis. Já aqui lhe falei sobre a importância de criar um bom site para o seu negócio e de como é essencial trabalhar bem a parte do desnenvolvimetno. SEO e programação andam de mãos dadas – um profissional de SEO que não sabe os mínimos de HTML dificilmente fará um bom trabalho!

2. Não recorrer ao Google Analytics

Como é que esperar trabalhar o SEO da sua página, se nem sequer está associado à principal página de monitorização de dados do seu website?

Vai escrever conteúdos para quem? De que país? Que páginas tem de melhorar? Como é que chegam as pessoas ao seu site? Quanto tempo demoram nele?

Estas são só alguns exemplos de informação super-hiper-mega útil que o Google Analytics lhe dá e que lhe ajudarão com o SEO do site. Ou seja, o Google Analytics não resolve problemas! Apenas fornece informação que, uma vez bem interpretada, permite melhorar o desempenho e os resultados da sua página web.

Na mesma linha, também no Google Search Console irá encontrar dados úteis. Atualmente, tem sites de apoio, como o Moz ou o Semrush, que lhe prestam essa informação. Contudo, se é no Google, o principal motor de pesquisa em todo o mundo!, se quer aparecer, faz todo o sentido ir beber informação à fonte, certo?

3. SEO e imagens

Como está claro neste artigo, SEO não é “só” escrever conteúdos incríveis. 

Assim sendo, existem também cuidados que deve ter relativamente às imagens que usa no site. Para começar, evite imagens demasiado pesadas. Não só vão carregar o seu site, tornando-o mais lento, como acabará por ser penalizado, pois demoram muito mais a carregar.

Igualmente importante é dar-lhes um nome – o alt. Esta é uma regra de UX writing básica, pois permite reforçar o uso das palavas-chaves num artigo. Além disso, é também uma regra básica de inclusão, pois tornará o seu texto, neste caso a imagem, legível nos Screen Readers.

Se quer saber mais sobre este tema, consulte outros artigos sobre SEO no blog.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>